Um plano de marketing digital desempenha um papel fundamental num lançamento de um negócio de ecommerce. As novas tendências demonstram que começar um negócio online hoje em dia é: começar a vender, testar, errar, melhorar e garantir o financiamento, caso seja este o objetivo da empresa ou do empreendedor.

Quando se trata da criação de planos de marketing podemos afirmar que existem diferentes modelos ou templates otimizados, que permitem um crescimento mais rápido e dinâmico de um projeto de ecommerce.

O marketing é muitas das vezes colocado em segundo plano quando se definem prioridades. As empresas tentam sempre reduzir os custos com a produção de conteúdos, com o investimento em publicidade, entre outros.

O problema é que é o marketing digital que garante o crescimento do negócio online. É a ferramenta de suporte que garante que os esforços que são realizados trazem um retorno, tanto a curto como a longo prazo.

Criar um negócio online é desafiante e estimulante. Ter um plano de marketing digital sólido e estruturado é fundamental, sobretudo para os dois primeiros anos do projeto.

Quais as vantagens de um plano de marketing digital para ecommerce?

  • Fornece uma orientação clara à sua equipa
  • Reduz o risco de investimentos desnecessários
  • Define objetivos
  • Garante a eficácia da operacionalização
  • Permite medir resultados

1ª etapa – Pesquisa de mercado

Um projeto de ecommerce começa com a identificação de uma ideia ou de uma oportunidade de mercado por parte de uma empresa. A pesquisa e a recolha de informação ajudam as empresas (ou os empreendedores) a credibilizar a sua ideia ou até mesmo a melhora-lá. Existem casos em que nesta fase de análise se conclui que a ideia não é assim tão boa e acaba-se por recuar, evitando investimentos desnecessários.

Quais as informações que uma empresa pode recolher durante uma análise?

  • Potencial de mercado
  • Principais estatísticas demográficas
  • Tendências do setor ou da indústria
  • Principais concorrentes

Estes são apenas alguns dos dados básicos que devem ser recolhidos. Após a recolha da informação, é fundamental que consiga identificar os segmentos de mercado que pretende trabalhar e o seu posicionamento no mercado.

Crie as suas personas a partir dos dados recolhidos e utilize técnicas para atingir os resultados que mais se refletem com os segmentos identificados. No TSE Consulting usamos uma metodologia para ajudar os nossos clientes a identificar os seus potenciais clientes em projectos que são criados do zero (ou de raiz), ou seja, que ainda não têm nada definido.

Esta identificação de personas permite aos empreendedores ou às empresas:

  • realizar investimentos assertivos para aumentar o tráfego qualificado para as suas lojas online.
  • criar estratégias de conteúdos que gerem resultados no curto prazo e no longo prazo.

Isto parece básico, mas é assustador perceber a quantidade de empresas que ainda não o faz. Além disso, é importante que olhe para a sua concorrência com muita atenção. Pode demorar algumas semanas a realizar esta análise, mas esta informação vai ajudá-lo a definir uma proposta de valor e posicionamento eficazes para a sua marca.

Depois, pode usar essa informação para criar um manual de normas de marca consistente e com um estilo próprio, garantindo uma imagem coerente e unificada ao longo do tempo.

Vamos a um exemplo prático? Imagine que uma empresa que vende roupa interior de feminina para o mercado português.

Para identificar o potencial de mercado precisamos de obter  a seguinte informação:

  • Número total de mulheres (segmento etário) ;
  • Número total de mulheres ativas, ou seja, o total de pessoas que têm condições económicas para poder comprar o nosso produto (segmento a atingir).

Depois de recolher essa informação basta multiplicar o nº  total do mercado ou segmentos para os quais pretende vender pelo seu preço médio de compra. Não se pode esquecer que o seu potencial do mercado deve ter em consideração os vários segmentos, neste caso, os dois mencionados.

Para identificar as tendências do consumo no setor têxtil podemos recolher as informações que são necessárias na associações do setor. Quando a informação não está disponível online, pode sempre contactar as associações ou organismos oficiais dos setores da indústria para ter acesso às mesmas. Saiba como identificar e analisar os seus concorrentes do seu ecommerce e não perca nenhuma oportunidade

2ª etapa – Identifique os principais canais de comunicação

A sua empresa precisa de definir os canais de comunicação que vai utilizar para comunicar a sua marca. Não existe uma resposta certa para a identificação de canais. O que é melhor para um negócio pode não ser para outro. O seu plano de marketing digital pode incluir todas as redes sociais ou apenas uma delas, pode incluir ações de relações públicas ou não.

Selecione apenas aqueles em que os seus potenciais clientes estão presentes e certifique-se que tem variação de canais de comunicação mais completa, dando espaço para testar, errar, corrigir, e melhorar, minimizando o risco de investir em publicidade em canais que não geram resultados para o seu negócio.

Alguns desses canais podem trazer resultados no curto prazo e outros no longo prazo. Essa é a grande diferença entres os canais push e pull da comunicação num plano de marketing que inclui o digital como uma das áreas essenciais ao desenvolvimento de um projecto de ecommerce.

Depois de identificar os seus potenciais clientes, os empreendedores e as marcas poderão selecionar os canais mais adequados para comunicar a marca e realizar investimentos certos de publicidade online ou offline.

Para realizar esta análise recomendamos que utilize a ferramenta Similarweb para identificar os canais de comunicação que os seus concorrentes diretos já utilizam e verifique as estatísticas de redes sociais em Portugal para perceber o número total de utilizadores ativos e outros dados que possam ser relevantes para tomar decisões.

3ª etapa – A Equipa

Quem vai implementar o plano de marketing digital? Quem são os responsáveis que vão responder pelos os resultados?

A sua empresa necessita de perceber qual a estrutura que é necessária para implementar um plano de marketing digital. O marketing digital é composto por várias áreas de especialização. Isso de querer colocar um profissional a realizar todas as tarefas que são necessárias para implementar um plano de marketing digital não é real. Não funciona dessa forma. Existem muitos canais de comunicação e cada um deles tem especificações de utilização e táticas para atingir resultados muito diferentes.

É impossível ser bom a trabalhar todas as áreas do marketing digital. Certifique-se de que contrata as pessoas certas de acordo com as necessidades do seu projeto de ecommerce. A função da empresa é estar focada no desenvolvimento do negócio e não a tentar perceber como é que todas áreas do marketing digital funcionam. Os processos de recrutamento devem ser realizados com calma. Não deixe para a última da hora a contratação dos recursos humanos.

4ª etapa – O orçamento

É evidente que tudo isto requer um orçamento. A publicidade online exige um orçamento. Não faz sentido criar um ecommerce que está totalmente preparado para que a sua empresa venda online se não existir orçamento para a produção de conteúdos ou para aumentar o número de visitas à loja online.

As empresas não se podem dar ao luxo de deixar de investir em marketing. Quando deixamos de investir em marketing o negócio deixa de existir. As grandes marcas não deixam de investir em marketing e isso deve querer dizer alguma coisa para as empresas ou empreendedores que estão a começar. As empresas deve contemplar nos seus orçamentos anuais os investimentos necessários para o marketing

Além disso, se pretender captar investimento para fazer crescer o seu projecto de ecommerce vai ter de conseguir organizar essa informação em documentos, pois os investidores também querem conhecer os números do negócio. Por norma, eles gostam de investir para ajudar a expandir a empresa, mas cada caso é um caso.

Defina um plano de ações operacionais

Uma empresa não é uma empresa se não existirem processos. A execução de um plano de marketing digital “obriga” à criação e implementação de processos que ajudam a sua empresa a fazer crescer o seu projeto de ecommerce. Defina os documentos que são necessários produzir para dar apoio às ações que são necessárias, a realizar diariamente e defina timings para que as tarefas sejam executadas.

Por exemplo, o gestor de redes sociais utiliza o calendário editorial para desenvolver conteúdos de texto de acordo com um plano de comunicação anual e de vendas.

Realize um levantamento de necessidades e crie um plano de ações operacionais.

Na imagem abaixo pode ver um dos modelos utilizados por nós internamente.

 

Em resumo, esteja preparado para:

  • Investir no seu plano de marketing digital para ecommerce
  • Estabelecer padrões de marca antecipadamente
  • Investir nas necessidades do seu mercado
  • Aumentar a conceitualização da marca junto do seu público-alvo

O marketing digital pode parecer assustador, mas é crucial para que a sua empresa consiga ter retorno sobre o investimento. O plano de marketing digital para ecommerce não deve ser uma repetição de uma outra empresa, cada um dos projectos de ecommerce exige um marketing diferente com metas e objectivos a cumprir em determinadas circunstâncias. A sua marca deve ter uma identidade própria e isso deve estar refletido em todos os canais de comunicação online.


Susana Santos
Susana Santos

Ecommerce & Digital Marketing Consultant