O mercado nacional não tem uma dimensão suficiente – tanto em frequência de compra online como em número de habitantes – que permita o crescimento sustentável e a curto prazo de um projeto de vendas online.

Recomendamos que inicie o seu projeto em Portugal; efetue os devidos testes e ganhe experiência em solo nacional. De seguida, trace o seu plano de expansão internacional online. Siga estes passos para internacionalizar a sua marca e o seu projeto de ecommerce.

1) Identifique o mercado para o qual pretende expandir

Poderá logo à partida abrir a sua loja online para os países dentro da comunidade europeia. O facto de fazermos parte do espaço comunitário europeu permite-nos facilmente transacionar bens e serviços dentro do território.

No entanto, deverá focar-se num mercado (país) para efetuar os seus investimentos em termos de marketing e de marketing digital. Recomendamos que o faça desta forma por uma questão de gestão de recursos, financeiros e humanos.

Para identificar esse mercado poderá utilizar estudos de mercado relacionados com a sua área de negócio, contactar com outros vendedores locais e testar campanhas online nesses mercados identificando onde existe o maior potencial. Avalie o investimento necessário para entrar nesse mesmo mercado.

2. Localize os conteúdos e o SEO do website

Não se trata apenas de traduzir os conteúdos mas também de os localizar. Localizar conteúdos significa desenvolver os textos, imagens e vídeos por forma a que sejam igualmente apelativos no novo mercado em que a sua marca estará presente.

Reflita sobre as diversas condicionantes possíveis: linguísticas, culturais, normas e padrões enraizados no país, ou condicionantes físicas como a estrutura logística e tempos de entrega que terão de ser indicados na plataforma de ecommerce.

Avalie, igualmente, quais os concorrentes locais e o tipo de conteúdos que utilizam nesse mercado versus outros territórios. Por exemplo, no Médio Oriente não são usadas imagens com mulheres com ombros descobertos ou que realcem demasiado as formas femininas.

3. Contrate recursos humanos para trabalhar no atendimento ao cliente

Se vai investir na localização dos conteúdos, terá certamente de investir em recursos humanos que façam o devido atendimento aos seus novos clientes. Verifique se existem diferentes fusos horários ou horas de trabalho diferentes das de Portugal.

Poderá ter necessidade de escalar a sua equipa de acordo com os horários dos clientes. Se for possível, defina canais de atendimento específicos, como um número de telefone dedicado, um chat ou email próprio para essa localização geográfica.

4. Localize os métodos de pagamento e de transporte

PayPal e cartão de crédito são os métodos mais conhecidos mundialmente, mas não os mais utilizados em cada país. Investigue acerca dos métodos de pagamento mais comuns por mercado – pode analisar o nosso blog post sobre esta matéria – e garanta que os tem disponíveis na sua loja online para cada mercado em específico.

Os métodos e parceiros de transporte são igualmente importantes. Envio terrestre ou aéreo, custos de envio e como se irão proceder as devoluções são tópicos importantes sobre os quais deverá refletir no processo de internacionalização.

5. Identifique parceiros locais que poderão vender a sua marca através de outros canais

O seu negócio terá uma maior probabilidade de ter sucesso num mercado internacional se diversificar os seus canais de venda. Procure parceiros locais, online e offline, que também possam vender os seus produtos.

Diversifique os seus canais de distribuição com entrada em marketplaces, lojas físicas, distribuidores, etc. As marcas que garantem maior visibilidade online e offline, garantem também mais notoriedade e interesse por parte dos clientes.

6. Defina a estrutura logística necessária

Internacionalizar poderá também significar deslocar o seu stock, ou parte do mesmo, para outras áreas geográficas. Seja por maior rapidez na entrega, por custos alfandegários e taxas de entrada nos mercados, pela otimização de processos de logística inversa ou porque precisará de reforçar a equipa, considere a logística como uns dos pontos a refletir nesta fase.

7. Localize a sua estratégia de marketing e de marketing digital

Um novo mercado, significa novos clientes. Embora o segmento que possamos pretender alcançar seja semelhante ao do território nacional, serão sempre clientes que terão, pela primeira vez, contacto com a nossa marca e devemos ter em consideração as suas expectativas.

Poderá ser necessário encontrar uma abordagem diferente em relação ao produto e à comunicação das vantagens competitivas do mesmo, alterar propostas de valor de acordo com o que é mais importante para o novo cliente, modificar a estratégia com as campanhas de marketing digital implementadas, entre outros.

Poderá iniciar a entrada no mercado com a mesma estratégia que teve em Portugal, no entanto, esteja atento e modifique, sempre que necessário. Embora possam ser clientes com interesses comuns, poderá bastar uma diferença cultural para modificar por completo a estratégia de uma marca.