O comércio online cresce de ano para ano e quem acompanha essa tendência sabe a importância de expandir através do conhecimento na área e do planeamento. Embora seja um mercado em alta, as empresas que desejam entrar, têm de se tornar competitivas no meio de uma vasta oferta. Para isso, deve-se realizar um planeamento que inclua uma pesquisa do mercado e dos concorrentes e estar a par das tendências de mercado.
Tendências do ecommerce até 2020

1. Omnicanal

Numa estratégia multicanal, as marcas possuem vários canais de vendas, sem qualquer integração entre eles; não há centralização da comunicação com o cliente ou entre canais.

O verdadeiro desafio hoje em dia é lidar com o comportamento do cliente e os seus níveis de exigência. Os Millennials esperam que as marcas ofereçam uma experiência totalmente integrada, incluindo os canais de vendas e comunicação, assim como uma cadeia de fornecimento (supply chain) totalmente integrada. Isto é o que uma estratégia de omnicanal pretende oferecer.

O omnicanal permite:

  • Visão 360ª – única – do cliente: em todos os canais
  • Serviço ao cliente transversal em todos os pontos de contacto
  • Produtos disponíveis através de qualquer canal ou dispositivo
  • Personalização e conteúdo dinâmico

Razões para possuir um Omnicanal

  • 56% dos gastos em lojas físicas são influenciados pelos canais digitais (Deloitte);
  • Os compradores de marcas com estratégias Omnicanal possuem um lifetime value de cliente 30% superior do que aqueles que compram usando apenas um canal (Google);
  • A DSW (marca de calçado) descobriu que 40% das suas vendas online são levantadas na loja, e 15% a 20% dos que compraram online também compraram produtos adicionais da loja (DSW);
  • Até 2020, as vendas online globais deverão crescer 18,7% e representar cerca de 10% do total das vendas do retalho (Emarketer).

2. Entregas no próprio dia

Esta tendência está cada vez mais em voga nos países mais avançados a nível de ecommerce, muito influenciada pela economia consumista em que vivemos e também do facto dos clientes terem expectativas cada vez mais altas e serem cada vez mais impacientes. As entregas no próprio dia aproximam mais a experiência offline com a online, quebrando a barreira psicológica que já temos vindo a falar em artigos anteriores.

Vários estudos indicam que os clientes estão mesmo dispostos a pagar um preço premium para obter a sua encomenda no mesmo dia. Isto traduz-se num ganho potencial de margens mas também num esforço operacional muito complexo e ter parceiros que possam fazer a distribuição com estes mesmos requisitos (mais sobre a importância de parcerias com transportadoras).

3. Sites mais minimalistas, com foco em visualização e aposta na personalização

Cada vez mais há uma aposta em formas de retenção do cliente no próprio website com o intuito de aumentar a conversão.Uma das técnicas que se tem usado cada vez mais é o uso de sites mais clean e organizados, otimizados no sentido de ajudar o cliente a encontrar o que deseja.

Para além de um site mais clean tem havido também uma aposta grande em machine learning. Trata-se de uma personalização de sugestão de produtos, com base em comportamentos do cliente, tais como compras anteriormente realizadas, produtos adicionados ao carrinho, produtos visualizados, entre outros.

4. M-Commerce

Em 2018, é previsto que o comércio online realizado através de dispositivos móveis tenha um peso de 70% a nível mundial. Segundo a Goldman Sachs, a receita do comércio móvel em 2018 será igual à receita total de comércio eletrônico em 2013, cerca de US $ 626 bilhões. Para favorecer esta tendência, grandes empresas como a Apple, a Google e a Samsung estão a desenvolver tecnologias de pagamentos e de checkout por forma a facilitar as compras realizadas por dispositivos móveis. Outra vantagem é que as pessoas que compram nos seus telemóveis tendem a gastar o dobro daquelas que não compram em dispositivos móveis.

Fatores que influenciam a experiência mobile

  • Youtube é a plataforma de escolha, do público dos 18-34 anos, para explorarem as suas paixões. 42% dos consumidores tendem a se relacionar com marcas que abordam os seus interesses e paixões, do que com aquelas que apenas lhes tentam vender os produtos
  • 69% dos consumidores que usam smartphone tendem a comprar de empresas que facilitam o processo de compra através de website ou aplicação.

4. Realidade Aumentada  e Realidade Virtual

A realidade aumentada e a realidade virtual já não são tecnologias que se veem só nos filmes, antes pelo contrário, estão cada vez mais em voga e têm aumentado o número de experiências realizadas com valor aumentado para o consumidor, que de outro modo não conseguiria. Temos o exemplo do Ikea que permite através do uso de um dispositivo móvel com câmera, ter a noção de como fica por exemplo um determinado sofá na sua sala, com medidas reais. Ou seja, neste caso de realidade aumentada, são sobrepostos elementos digitais à realidade física, em tempo real levando à criação de um valor aumentado para o cliente, o que vai incentivar a posterior conversão do mesmo.

5. Pesquisa por voz

Os millennials cada vez mais usam a pesquisa por voz nos seus dispositivos móveis e estima-se que em 2020 o número de pessoas que pesquisam produtos por voz antes de realizar uma compra atinja os 50%. Vai começar a existir uma necessidade de otimização de pesquisa dos sites para pesquisas por voz. Com o aumento de popularidade dos smart speakers domésticos, como o Amazon Echo e o Google Home, é provável que, no futuro, o primeiro ponto de contato de um cliente com uma marca seja de word-of-mouth proveniente deste tipo de dispositivos.

O mundo do ecommerce tem-se revelado cada vez mais fascinante. Com a evolução destas tendências vai ser super interessante analisar como o mercado vai reagir. É importante fazer uso destas novas tendências, por forma a criar mecanismos atrativos que levem os consumidores a escolher os seus produtos em detrimento dos produtos dos seus concorrentes.

 

Quer aprender mais sobre ecommerce? Conheça o nosso curso de lançamento de projetos de ecommerce:

Não perca nenhum conteúdo sobre como criar ou otimizar a sua loja online.

Subscreva a nossa newsletter:
http://eepurl.com/c0z2xb

Siga-nos nas redes sociais:
https://www.facebook.com/tudosecommerce
https://www.instagram.com/tudosobreecommerce
https://www.linkedin.com/company/tudo-sobre-ecommerce