No post anterior ficou a conhecer os primeiros 5 pontos essenciais para a conversão em ecommerce. Se ainda não teve a oportunidade de ler o artigo, sugerimos que o faça agora aqui 10 pontos essenciais de otimização de uma loja online (parte 1)

 

Apresentamos-lhe agora os outros 5 pontos de otimização de lojas online:

Processo de checkout

O processo de compra e finalização de compra é reconhecido como essencial às vendas online, no entanto, é muito pouco otimizado pelas marcas. Quando o consumidor chega a esta fase devemos ajudá-lo a concretizar a compra. Esta é a fase em que as propostas de valor (mencionadas anteriormente) se revelam fundamentais à conversão. Mensagens como as mencionadas (envios e devoluções gratuitas, envios expresso em 24h, etc), múltiplos métodos de pagamento disponíveis e até múltiplos meios de entrega (expresso, em loja, em pontos de entrega, entre outros) aumentam possibilidade de conversão do seu projeto de ecommerce. É também nesta fase que se devem eliminar distrações ao consumidor: retirar menus e rodapés do site e focar apenas no que está no carrinho de compras para que a compra seja efetivada.

Dica: relembre as propostas de valor no checkout do seu ecommerce. Retire ainda qualquer elemento que leve à distração e tenha em consideração que a cor dos botões deve ser a mesma da página de produto. Pode ainda adicionar um pequeno texto com link em cada produto que permita guardar o produto para mais tarde. Alguns potenciais clientes usam o carrinho como wishlist e nesta fase podem querer guardar alguns desses produtos para uma compra posterior.

 

Usabilidade em mobile

50% a 70% do tráfego das plataformas de ecommerce com as quais trabalhamos é proveniente de dispositivos móveis. Embora a conversão em mobile possa ainda estar atrás da conversão em desktop, existe um comportamento interessante por parte do consumidor: inicia a sua navegação em mobile e termina a compra em desktop. A evolução do mobile e das compras através de dispositivos móveis tem disparado nos últimos anos. Os projetos de ecommerce que não estão preparados para receber visitas através de telemóveis não vão atingir os seus objetivos. Além da correta adaptação à navegação em mobile, é necessário investir em soluções de usabilidade que facilitem a compra direta através do dispositivo móvel.

Dica: não adapte apenas a versão de desktop da sua loja online para mobile – desenhe mobile separado de desktop para que a navegação seja nativa em dispositivos móveis. Lembre-se que a experiência do utilizador em mobile é essencial para a conversão em desktop.

 

Sugestões de produtos baseadas em histórico do cliente

As compras já efetuadas por um cliente e o seu histórico de navegação, assim como a wishlist (já mencionada), revelam os interesses do consumidor. Num website de vendas online em que poderão existir mais de 30.000 produtos, o próprio cliente tem tendência a perder-se a desistir da compra pelo volume elevado de opções disponíveis. A informação que é recolhida durante os momentos de contacto do consumidor com a marca podem ajudar a desenvolver conteúdos personalizados ao cliente, por exemplo, emails automáticos de recuperação de carrinhos em aberto, apresentação de produtos novos ao cliente via email ou a colocação automática de produtos na home page do website de acordo com os interesses do cliente: pretende-se sempre acrescentar valor ao cliente

Dica: por vezes torna-se difícil implementar este tipo de ferramentas de marketing automation pelos múltiplos pontos de contacto e ferramentas disponíveis. Comece por implementar recuperação de carrinho via email, por exemplo; teste a sua eficácia antes de avançar para outros meios e ferramentas mais complexas.

 

Melhore o tempo de carregamento das páginas

Já aqui falamos de mobile – onde o tempo de carregamento das páginas é essencial -, no entanto, o tempo de carregamento das páginas, mesmo em desktop, influencia diretamente a conversão do seu ecommerce. Opte por soluções de alojamento e de CDN’s (content delivery networks) que estejam preparadas para receber os volumes de visitas e conteúdos que espera. Se pretende ter 50 produtos no website e 5.000 visitas/mês necessita de menos espaço e capacidade do que um website com 200.000 visitas/mês e 6.000 produtos.
Por outro lado, o tempo de carregamento das suas páginas afeta diretamente o SEO da sua loja online e, claro, a experiência do utilizador.

Dica: opte por reduzir a qualidade das suas imagens para que carreguem mais rapidamente e otimize o HTML do website antes de optar por soluções de alojamento mais robustas.

 

Destaque os contactos serviço ao cliente e seja proativo

Em toda a navegação na loja online deve ser possível aceder aos contactos do serviço de apoio ao cliente rapidamente. Dependendo da tipologia de produto e de cliente-alvo, poderá necessitar de destacar o contacto telefónico, email, Skype (ou outro) em toda a navegação e na página de produto. Sugerimos igualmente que tenha um serviço de chat integrado no seu ecommerce; quando dada uma resposta a um cliente em tempo real, aumenta automaticamente o seu potencial de conversão.

Dica: implemente um sistema de chat que o avise que o cliente está no carrinho de compras parado à mais de 15 segundos. Poderá ter dúvidas e basta um apoio para concluir a sua compra!

 

 

Se ainda não teve a oportunidade de ler a primeira parte deste artigo, sugerimos que o faça agora aqui 10 pontos essenciais de otimização de uma loja online (parte 1)

Tem mais sugestões de otimizações para ecommerce? Partilhe connosco e com a comunidade Tudo Sobre eCommerce.

 

Aprenda com a nossa formação online tudo o que precisa de saber para lançar e gerir o seu projeto de ecommerce!

Primeira parte gratuita! Comece já em academia.tsecommerce.com